loading...

CONTINENTE - De 1,882kg de pescada pesada, afinal só tenho 1,141kg

Vejam em baixo o que aconteceu com o peso de um produto comprado no Continente.

"Numa deslocação que fiz hoje (7 de Maio de 2016) ao Porto decidi passar no continente de Matosinhos para fazer algumas compras entre as quais, algum peixe, nomeadamente pescada fresca, besugo e carapau pequeno.

Foto: Portal da Queixa

Quando chego a casa e começo a arrumar as compras deparo-me com uma situação que nunca pensei ser possível de acontecer: Adquiri uma pescada com 1,882kg que pedi para fazer em filetes.

Quando vejo a covete dos filetes achei que eram poucos filetes para o tamanho da pescada que tinha comprado e decidi pesar tudo para tirar a teima. De 1,882kg de pescada, tenho a cabeça com o peso de 485gr e filetes com o peso de 653gr o dá um total de 1,138kg (pesado tudo junto na minha balança + o peso da covete deu 1,141gk) o que dá uma diferença de 740gr aproximadamente.

É completamente impossível que a espinha e a pele da pescada pesem 740gr, ou seja, mais do que aquilo que tenho em filetes e mais do que o peso da própria cabeça da pescada. Acabei por pesar o filete maior que pesa 112kg e depois os dois filetes maiores o que perfez um total de 213gr.

Sou consumidora habitual de peixe e sei perfeitamente que a espinha e pele de uma pescada deste peso total (1.882kg) não deve ultrapassar 350gr (e já estou a ser generosa), sobram ainda 390gr o que dá pelo menos 3 a 4 filetes, é uma questão de fazer contas. Posso por isso afirmar, e volto a dizer, afirmar que fui roubada literalmente.

Para além desta situação, os besugos que também pedi para arranjar, vieram cheios de escamas e espinhas. Bem sei que não arranjam o peixe como o fazemos em casa, no entanto vinham de facto muito mal arranjados. Anexo fotos de tudo.

Estou muito, mas muito mal impressionada e chateada e só o facto de morar a 20 km desse hipermercado me fez não registar esta queixa pessoalmente."




Loading...
INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.