loading...

Grávida deu à luz para doar os órgãos da filha


Aos cinco meses de gravidez, Hayley e Scott Martin descobriram que a filha que iam ter sofria de displasia renal - uma doença que afecta o desenvolvimento dos rins - e que por isso só iria sobreviver cerca de 9 minutos após o nascimento.

Apesar do diagnóstico, o casal britânico decidiu continuar com a gravidez de forma a doar os órgãos de Ava-Joy. No entanto, algumas semanas antes do parto, os médicos descobriram que a pequena bebé não iria alcançar o peso necessário para se tornar uma doadora de órgãos. "Quando descobrimos que ela tinha 55 gramas a menos do que era preciso ficámos desesperados", revelou a mãe em entrevista ao Daily Mail. Ava-Joy nasceu no passado dia 8 de Janeiro e viveu durante 96 minutos, contrariando todas as expectativas.

"Não trocava aqueles 96 minutos por nada deste mundo. Foram os melhores da minha vida. Faria tudo de novo", sublinhou a progenitora.

O casal, que já é pai de três filhos, afirmou que não vai fingir que a pequena Ava não existiu: "Também é nossa filha." Para ajudar outras famílias que se encontram na mesma situação, o casal pretende criar uma instituição de caridade, a Ava’s Butterfly Baby Pathway, que tem como objectivo manter viva a memória dos bebés que, devido a doenças terminais, não sobrevivem ao parto. Durante a entrevista à publicação, Hayley confessou ainda que pretende doar um rim em honra da filha.

Fonte e Foto: Correio da Manhã



Loading...
INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.