loading...

Ele mata a mãe e o padrasto antes de violar o cadáver do padrasto e comê-lo


Vítima numerosas agressões sexuais durante a sua juventude, este homem vingou-se ao cometer um crime de horror inacreditável!

Há crimes e crimes, mas este literalmente põe-nos mal dispostos. Em vingança a muitos abusos sexuais às mãos do seu padrasto durante a sua juventude, um argentino em união com a sua própria meia-irmã, matou comeu e violou o padrasto.

De acordo com informações do "Daily Mail", Leandro Acosta, 25 anos, confessou o crime e admitiu ter planeado a vingança sórdida que teve lugar na cidade de Pilar, Argentina. O assassino sofreu desde a idade de 6 anos de violência sexual terrível, incluindo atos com três pessoas, o padrasto Ricardo Klein e a própria mãe, Miryam Kowalczuk, que ele também abateu.


A advogada, Monica Chirivin, disse ao jornal britânico que Leandro Acosta deu o primeiro tiro na cabeça do padrasto enquanto estava em cuecas, "sexualmente excitado" e depois violou o cadáver. Quando a mãe entrou na sala e começou a gritar, ele matou-a com vários tiros e admitiu não ter nenhum remorso. "Ela era uma prostituta e uma bêbada, eu fiz justiça à minha maneira", disse ele à sua advogada.

Ele, então, cozeu o corpo do padrasto para o comer com um prazer sádico. "Sabia a carne de porco, um pouco salgada, mas deliciosa" teria revelado Acosta.

O culpado deste crime manteve os corpos durante 11 dias e, literalmente, vingou-se neles, em especial ao esmagar os crânios e empalhar o corpo da mãe.

O assassino está num relacionamento com a sua meia-irmã Karen Klein, de 22 anos. Ela admitiu ter ajudado Leandro Acosta a limpar a casa depois do crime. Ela também é suspeito de ter ajudado a queimar o corpo da mãe.

Uma história sórdida de um crime muito sórdido, de fazer perder a fé na humanidade.

Fonte e Foto: Vamos Lá Portugal



INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.